segunda-feira, 2 de março de 2015

Um olhar sobre São Luís



MÉDICOS EGÍPCIOS ANUNCIAM CURA DE HIV


Os médicos militares do Egipto anunciaram a conclusão de testes de medicamentos e de aparelhagem para o tratamento de HIV, (Vírus de Imunodeficiência Humana), e da hepatite C.

A tecnologia foi denominada “Complete Curing Device” (CCD) e permite rastrear e eliminar os vírus e levar a cabo a terapia geral.
O correspondente da Voz da Rússia foi o primeiro jornalista estrangeiro que teve a oportunidade de conversar com os dirigentes deste projecto que ainda há pouco era ultra secreto. Numa palestra, realizada no Departamento de Engenharia das Forças Armadas, estiveram presentes ambos os criadores da tecnologia única – o general-médico Ibrahim Abdel-Atti e o coronel-médico Ahmed Amin. Foi o coronel Ahmed Amin quem falou da nova tecnologia:

“O Departamento de Engenharia das Forças Armadas desenvolveu e testou dois aparelhos. Um deles, que tinha sido desenvolvido sob a minha direcção, descobre os vírus, enquanto o outro, desenvolvido sob a direcção de Ibrahim Abdel-Atti, elimina estes vírus. O programa geral de tratamento inclui também medicamentos especialmente desenvolvidos. Os medicamentos e a aparelhagem já foram submetidos a todos os testes em modelos, em animais e em humanos. Isto diz respeito ao HIV e ao vírus da hepatite C. Todos os ingredientes dos medicamentos também foram submetidos a testes de toxicidade. Fizemos também um teste de estabilidade de convalescença durante os 33 meses depois do tratamento. O desenvolvimento do nosso método levou cerca de vinte anos” disse.

A propósito, segundo já informou Ibrahim Abdel-Atti, cerca de 70% das análises químicas dos medicamentos foram efectuadas nos laboratórios russos da cidade de Dubna.

“Antes de dar início à verificação da eficiência do aparelho no tratamento de humanos, obtivemos todos os certificados necessários. Sem estes documentos não poderíamos testar o efeito produzido por este aparelho em pessoas humanas. Todos estes certificados encontram-se no Ministério da Saúde do Egipto. Já na fase de testes destes métodos em animais, obtivemos provas patentes de que depois do ciclo de tratamento os vírus no organismo desaparecem. Os nossos cientistas estudaram vínculos químicos dentro do vírus e os vínculos químicos dos componentes do sangue. Eles descobriram o método que permite romper os vínculos químicos dentro do vírus sem prejudicar os componentes do sangue” acrescentou.

Segundos os médicos, o prazo de tratamento é de seis meses. Inicialmente, o paciente toma medicamentos durante dez dias. A seguir, durante 15 a 25 dias, em conformidade com o estado do paciente, que é submetido ao tratamento com o aparelho uma hora por dia. E depois, novamente toma medicamentos até completar o prazo total de seis meses.

“Constatamos que os vírus desapareceram do organismo de todos os pacientes submetidos aos nossos testes.”

Questionado se será acessível o tratamento de acordo com o método novo, a fonte disse “simultaneamente com a cura da doença, provocada pela infecção básica, pára também o desenvolvimento de doenças secundárias, resultantes da enfermidade principal. Por exemplo, pára o desenvolvimento da diabetes ou o processo de deterioração da visão. O nosso método não exerce directamente influência sobre as infecções secundárias e outras patologias secundárias. Ele elimina o vírus que tinha provocado a doença primária – então as doenças secundárias param de desenvolver-se e podem ser curadas”.

Em relação ao tratamento disse não foi estudada a questão do custo de mas, certamente, haverá uma diferença substancial do custo em comparação com o Ocidente. “Um simples operário poderá fazer o tratamento sem enfrentar problemas materiais. E isto vai ocorrer já em breve. Inicialmente pretendemos pôr em funcionamento esta aparelhagem em um ou dois hospitais militares. Mais tarde, os mesmos aparelhos serão instalados nos hospitais civis. Vamos começar a tratar oficialmente os pacientes a partir de 01 de julho”

cura do HIV

Fonte: http://noticias.mmo.co.mz/2014/03/medicos-egipcios-anunciam-cura-de-hiv.html#ixzz3SmEVjLWO

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Ame-se e atrairás amores, cuide-se e te darão valor

BORBOLETAS

Quando depositamos muita confiança ou expectativas em uma pessoa, o risco de se decepcionar é grande.

As pessoas não estão neste mundo para satisfazer as nossas expectativas, assim como não estamos aqui, para satisfazer as dela.

Temos que nos bastar... nos bastar sempre e quando procuramos estar com alguém, temos que nos conscientizar de que estamos juntos porque gostamos, porque queremos e nos sentimos bem, nunca por precisar de alguém.

As pessoas não se precisam, elas se completam... não por serem metades, mas por serem inteiras, dispostas a dividir objetivos comuns, alegrias e vida.

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com a outra pessoa, você precisa em primeiro lugar, não precisar dela. Percebe também que aquela pessoa que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente, não é o homem ou a mulher de sua vida.

Você aprende a gostar de você, a cuidar de você, e principalmente a gostar de quem gosta de você.

O segredo é não cuidar das borboletas e sim cuidar do jardim para que elas venham até você.

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!
Mario Quintana

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Roberto Carlos libera regravação de 'Fé' para a cantora maranhense Rita Benneditto

Católico fervoroso, Roberto Carlos libera regravação de 'Fé' para cantora de 'Tecnomacumba'

Bruno Astuto
com Acyr Méra Júnior e Dani Barbi


Revista Época
 

Rita Benneditto nem acreditou quando Roberto Carlos a liberou para gravar 'Fé' (Foto: Divulgação)
 
Sem essa de ‘toc’ religioso. Até Roberto Carlos rendeu-se ao som afro-espiritual-brasileiro que é marca registrada da cantora e compositora maranhense Rita Benneditto, Conhecida pelo show Tecnomacumba, que trouxe a música de macumba para o universo pop, ao ficar em cartaz por 11 anos ininterruptos (a mais longa turnê da música brasileira), Rita ganhou o aval do Rei para regravar seu sucesso 'Fé' (1978). A faixa ganhou pegada roqueira para seu novo disco, Encanto, com o qual ela inicia nova turnê a partir de 6 de março no Vivo Rio, no Rio de Janeiro. Na sequência, ela se apresenta em São Paulo, no HSBC Brasil.
 
 
 
Encanto marca os 25 anos da carreira de Rita, e é tão eclético (e inusitado) que tem ainda as participações especiais de um padre jamaicano (Priest Tiger) declamando o 'Salmo 24', e de um pai de santo incorporado em outra faixa ('Extra', de Gilberto Gil). Além de parcerias com Frejat, Arlindo Cruz e Paralamas. Dá o play!

 
 

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

"O TEGRAM RESOLVERÁ BOA PARTE DO PROBLEMA LOGÍSTICO DO PAÍS"

Dinheiro Rural
Por: Bruno Santos

"O TEGRAM RESOLVERÁ BOA PARTE DO PROBLEMA LOGÍSTICO DO PAÍS"

Por: Bruno Santos
Luiz Claudio Santos, diretor de Logística da CGG Trading

Rafael Hupsel



Pelo menos duas vezes por mês, nos últimos três anos, o administrador de empresas Luiz Claudio Santos tem feito o trajeto entre São Paulo e São Luís, a capital maranhense. Santos, que é diretor
de logística e infraestrutura da CGG Trading, do grupo têxtil Coteminas, divide sua rotina com um cargo importante, o de porta voz oficial do Consórcio Tegram, sigla para Terminal de Grãos
do Maranhão.

DINHEIRO RURAL – Em que medida o Terminal de Grãos do Maranhão pode mudar a logística do Norte do Brasil?

LUIZ CLAUDIO SANTOS – O grupo que bancou o projeto do Tegram tem por objetivo brigar pelo produtor. É importante destacar que será cada vez mais intenso o aumento da produção agrícola nos Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e da Bahia, na região chamada de Matopiba, onde o Cerrado é altamente mecanizável. Alguns estudos conduzidos pelo consórcio mostram que no Piauí, por exemplo, há quase dois milhões de hectares aptos ao cultivo de grãos, que serão plantações na rota do Tegram. Também há cerca de três milhões de hectares no Tocantins, além de muita área de pastagens degradadas no Maranhão e no oeste da Bahia, que igualmente podem ser tomadas pelas culturas de soja e milho. Essas áreas do Matopiba somente aguardam novas alternativas logísticas para entrar no mapa da produção.

RURAL
– O milho também pode se beneficiar dessa saída logística, um grão que enfrenta forte concorrência dos Estados Unidos, maior exportador mundial?
SANTOS – Sem dúvida que o cereal brasileiro também será beneficiado

RURAL
– O Tegram suportará a produção dos dez milhões de hectares que formam o Matopiba?
SANTOS – Com certeza. Somente de capacidade estática o terminal suporta 500 mil toneladas de grãos. Cada um dos quatro armazéns construídos pode armazenar até 125 mil toneladas.

RURAL
– Esse volume equivale ao de qual porto do País?
SANTOS – É difícil fazer comparações, mas o Tegram já nasce com um potencial muito grande. O porto de Santos, no litoral paulista, por exemplo, possui capacidade para armazenar um milhão de toneladas de granéis. Santos é bastante grande, mas nesse terminal as empresas trabalham de modo independente umas das outras. Já o Tegram vai operar com um conceito novo no mercado, pois é um consórcio formado por quatro empresas em um único estabelecimento.

RURAL – Qual é a capacidade de embarque do porto?
SANTOS – Atualmente, via o porto de Ponta da Madeira, que fica ao lado do de Itaqui, em São Luís, é exportado minério de ferro. No porto de Itaqui há um berço para petróleo e outro para cargas
gerais, como alumínio, fertilizantes e grãos. Com o consórcio atuando na área e visando exclusivamente a produção agrícola, o primeiro berço para receber navios vai levar o Tegram a uma capacidade de exportar cinco milhões de toneladas por ano. O segundo berço, com previsão para operar em 2017, elevará essa capacidade para patamares acima de dez milhões de toneladas. E há,
ainda, a possibilidade de um terceiro berço, que não faz parte do projeto atual. Para se ter uma referência, neste ano a previsão é fechar em 65 milhões de toneladas de soja e milho vendidas ao exterior.

RURAL – Como o sr. avalia o Tegram, em comparação a outros projetos de expansão e construção de portos no Norte do País?
SANTOS – Estou certo de que o Tegram concorre como uma ótima alternativa no conjunto das vias de escoamento de grãos do País. No Matopiba, estamos em pé de igualdade, por exemplo, com os corredores de Miritituba, no rio Tapajós, que liga o Centro-Oeste aos portos de Belém e Vila do Conde, e também com a rota pelo rio Madeira, até o porto de Santarém, ambos no Pará. Essas duas rotas vão capturar uma grande quantidade de cargas de Mato Grosso. Somente nas proximidades da BR-163, entre os municípios de Nova Mutum e Sinop, no norte do Estado, há quase 30 milhões de toneladas de grãos sendo produzidos, com boa parte escoada por Santos ou por Paranaguá. Os novos canais que estão surgindo, entre eles o Tegram, beneficiarão o produtor à medida que disputarem preços com outros modais. Mas é claro que ainda há muito que avançar em termos de infraestrutura, principalmente no que depender do governo federal.

RURAL – Como o Tegram vai driblar as ineficiências da infraestrutura logística para ser competitivo?
SANTOS – As ferrovias Norte-Sul e Carajás serão os principais meios de transporte até o Tegram, com capacidade de descarga de quatro mil toneladas por hora. Com isso, estamos próximos de uma boa solução. Em relação à ferrovia Norte-Sul, a previsão é de que em maio de 2015 entre em operação o trecho que já está pronto, de 860 quilômetros de trilhos entre Anápolis (GO) e Palmas (TO). Com os
terminais multimodais de transbordo rodoferroviário, 80% do desembarque de cargas no porto será efetuado por trens.

RURAL
– Que tipo de navio vai atracar no Tegram?
SANTOS – O Tegram foi projetado para navios de calado de 15 metros, que podem transportar até 75 mil toneladas. Há um estudo sobre o aprofundamento de um dos berços, visando o recebimento de navios maiores, a exemplo das embarcações que suportam até 140 mil toneladas e atravessam o canal do Panamá. Mas, como para nós esse não é um mercado significativo, o investimento vai depender da demanda futura.

Mais da entrevista, aqui
http://revistadinheirorural.terra.co...da-cgg-trading

__________________
SÃO LUÍS

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Espetáculo teatral “Eu te amo”, de Arnaldo Jabor no TAA

Espetáculo teatral “Eu te amo”, de Arnaldo Jabor, vem aí para duas apresentações em março

                          
EuteamoBLOG
A comédia romântica “Eu te amo”, com Sergio Marone e Juliana Martins, trata coisas de todo mundo e de todos os tempos. Mostra a exposição de um casal, suas diferenças e questionamentos sobre o amor e os relacionamentos. (foto divulgação)

Depois de circular por dezenas de cidades do País e ser vista por um público de mais de 20 mil pessoas em 2014, a peça “Eu te amo”, de Arnaldo Jabor, chega a São Luís.
A apresentação acontece nos próximos dias 14 (às 20h) e 15 de março (às 19h), no Teatro Arthur Azevedo, com os atores Sergio Marone e Juliana Martins no elenco.
O espetáculo marca a estreia na direção teatral dos cineastas Rosane Svartman e Lírio Ferreira e mostra a exposição de um casal, suas diferenças e questionamentos sobre o amor e os relacionamentos.
“Eu te amo” fala de desejos momentâneos, mas também da carência que vem depois, de um certo vazio, da falta de amor, de rejeição. Uma peça sobre o que seria uma história de amor. Uma fantasia romântica sobre o desejo e a paixão. Vale conferir.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Filho de Mariza, do BBB 15, é um dos jovens mais influentes na lista da Forbes Brasil

Filho de Mariza, do BBB 15, é um dos jovens mais influentes na lista da Forbes BrasilA lista foi divulgada na edição que chegou às bancas nesta sexta-feira

 
                              

   


Foto: Reprodução (Foto: Reprodução)
Foto: Reprodução


Filho da pernambucana Mariza, participante do reality show BBB15, o estudante de engenharia elétrica Caio Moreira, de 24 anos, foi eleito um dos 30 jovens abaixo de 30 anos mais influentes do país pela revista Forbes. A lista foi divulgada na edição publicada nesta sexta-feira. Nascido em São Paulo, o estudante mora no Recife desde 2004. Ele desenvolve novas tecnologias para área médica.

Pelo Ciências sem fronteiras, o estudante da Universidade de Pernambuco (UPE) foi estudar nos Estados Unidos e trabalhou no laboratório de Harvard, prestigiada universidade norte-americana. Em parceria com a instituição, estuda tratamentos de infecções bacterianas sem uso de antibióticos e remédios. A ideia é utilizar frequências de luz visível, que não sejam cancerígenas.

A lista ainda inclui nomes como Tiago Abravanel, Luan Santana, Marina Ruy Barbosa, Gabriel Medina, Bella Falconi, Mallu Magalhães e Fabiana Justus, além da pernambucana Camila Coutinho.

Atualmente, o estudante está no Recife, onde acompanha a participação da mãe no reality show da TV Globo e administra as redes sociais da professora de artes. Para ele, a mãe está sofrendo muita perseguição no reality. "Está um absurdo. O pessoal está pegando muito pesado. Chamam ela de 'velha bruaca', 'visão de inferno', coisas muito mais pesadas...", exemplifica.

Caio apresenta pesquisa premiada em Harvard

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Campanha nacional de difamação do estado patrocinada pelos antissarneysistas, começou a surtir efeito

Como exemplo dessa atitude hedionda, basta recordar que tivemos um governador que contratou uma campanha nacional, com o parco dinheiro dos impostos, para distribuir outdoor em todas as capitais com o slogan: “MARANHÃO, O ESTADO MAIS MISERÁVEL DO BRASIL”.

José Sarney

Coincidência ou não, tão logo Flávio Dino assumiu a Embratur o movimento no aeroporto começou a despencar, assim como  o turismo no estado e as nossas festas populares também. Flávio Dino assumiu a Embratur em maio de 2011 e saiu em março de 2014 para dar continuidade a sua campanha para o governo do estado.

Segue os dados da Infraero

2011 - 1.843.384 passageiros
2012 - 1.991.094 passageiros (aumento justificado pelos eventos dos 400 anos de Sao Luís)
2013 -  1.815.909 passageiros
2014 -  1.833.799 passageiros

Vale lembrar que enquanto o movimento no aeroporto de São Luís despenca, nos outros aeroportos do Nordeste e do Brasil a movimentação só aumenta.
O aeroporto do Tirirical era o 20º mais movimentado do Brasil até 2012, agora estamos à frente apenas de Aracaju e Teresina e pelo visto por muito pouco tempo. A perda de grandes investimentos como a refinaria, que parou definitivamente em 2012, foi outro golpe na economia do estado.

Taxa de passageiros para São Luís cai 26%, diz Infraero…

Dados da Infraero mostram  que São Luís teve um fluxo 26% menor de passageiros em janeiro de 2015, se comparado ao mesmo período de 2014. São quase 22 mil passageiros que desembarcaram no aeroporto Cunha Machado, em 014 e que desistiram de vir á capital maranhense em 2015.
Fica claro que a campanha de difamação do Maranhão durante toda o período eleitoral de 2014 (entenda aqui e aqui) e a incapacidade gerencial do prefeito Edivaldo Júnior (PTC), de despertar o interesse turístico na cidade contribuíram para isso.
Gráficos mostram a queda de turistas em São Luís na comparação entre janeiro de 2014 e de 2015
Gráficos mostram a queda de turistas em São Luís na comparação entre janeiro de 2014 e de 2015
Mas o caso fica ainda mais grave pelo fato de o Maranhão ser hoje governador por um ex-presidente da Embratur, empresa responsável pela divulgação das belezas brasileiras no exterior.
Leia também:
França recebeu 14 vezes mais turistas que o Brasil em 2013...
Embratur e o blablablá do incentivo ao turismo…
Turismo empacado em São Luís…
Com menos turistas, sofrem os restaurantes e, principalmente, os hotéis, que registram taxas de ocupação insignificantes.
E ainda não estão computados os dados de fevereiro e do carnaval, quando a cidade ficou vazia.
Triste sina para São Luís…
Com informações e imagens do blog de Diego Emir

E se uma negra ofendesse uma branca? esta é uma lição de vida


O que acontece quando uma mulher negra ofende gratuitamente uma branca na presença de outros negros?

racismo preconceito negra loira negritude orgulho
O Harlem, bairro de Nova York, nos Estados Unidos, concentra a comunidade afro-americana desde a década de 1930. Na região, ser branco chama a atenção dos moradores, mas será que isso pode provocar atos de ódio e violência? O quadro “What Would You Do” (“O Que Você Faria“), produzido pelo canal ABC, resolveu testar esses preconceitos em novos vídeos.
Três atores foram contratados para criar uma situação polêmica dentro de uma barbearia do bairro, e a reação das pessoas foi gravada em vídeo. Uma das atrizes, Rachel, era uma cabeleireira negra que deu em cima de Gabriel, um ator também negro, que esperava para ser atendido. Logo depois, a namorada do jovem, atriz e branca, chegou e Rachel começou a fazer comentários preconceituosos para o cliente: “O quê? Você está com uma garota branca? Você não conseguiu achar uma mulher negra e forte para você?”.
Em três das quatro filmagens as pessoas reprovaram a ação de Rachel. Uma das mulheres, que aguardava nas cadeiras de espera do salão, questionou enquanto apontava o dedo para a cabeleireira: “As mesmas críticas que fizeram com a nossa gente, você vai lá e vai fazer com outra pessoa? O que te dá esse direito?”.
Em outra filmagem, após os comentários de Rachel, um homem arranjou uma briga feia, argumentando que se o problema é uma garota branca não ser do Harlem, a cabeleireira também deveria parar de frequentar o centro de Nova York. Ele, então, finalizou: “Drogas estão arruinando a família negra, pobreza está arruinando a família negra, não uma garota branca“.
A reação mais incrível de todas é a última, em que uma senhora negra e homossexual faz Rachel chorar e pedir desculpas à garota branca, ao fazer um discurso coerente e amoroso: “Onde está o seu coração amoroso? Se ela estivesse deitada sangrando na rua, você a ajudaria? […] É nossa responsabilidade garantir que eles se sintam bem. Nós não precisamos pisar neles. Eles já pisaram em nós por muito tempo. Vamos tentar levantar juntos“.
Vídeo legendado:

Gilberto Dimenstein, Catraca Livre
Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Projeto do BRT Calhau-Cohab

Projeto do BRT Calhau-Cohab é apresentado ao Conselhos do Meio Ambiente e da Cidade

  A ação antecede a preparação das audiências públicas que serão realizadas para viabilizar a construção do primeiro corredor de transporte na capital         

   


Apresentação do projeto do novo corredor de transporte da cidade de São Luis (Maurício Alexandre)
Apresentação do projeto do novo corredor de transporte da cidade de São Luis
 
A Prefeitura de São Luís apresentou esta semana aos membros do Conselho Municipal de Meio Ambiente e aos representantes do Conselho Municipal da Cidade, o projeto do Novo Anel Viário BRT Centro-Cohab. A ação antecede a preparação das audiências públicas que serão realizadas para viabilizar a construção do primeiro corredor de transporte na capital. As audiências acontecem nos próximos dias 6 e 7 de março, nos auditórios da Fiema e do Cintra, respectivamente, visando dar ciência à sociedade de um modo geral sobre a execução do projeto.

Durante a exposição do projeto, o engenheiro Carlos Rogério Araújo, detalhou os aspectos técnicos do projeto. Segundo o assessor especial da Prefeitura, até a realização das audiências públicas, etapas prévias para obtenção dos licenciamentos, serão atendidas todas as entidades que solicitarem esclarecimentos técnicos. Após o carnaval, o projeto será apresentado ao Conselho Regional de Engenharia, CREA-MA.

"Estamos seguindo todas as regras determinadas por legislação. Tenham certeza de que não vamos cometer nenhum tipo de ilegalidade, principalmente na questão ambiental. Sabemos dos benefícios de uma obra deste porte para a melhoria da qualidade de vida da população e estamos disponíveis para discutir o projeto com a sociedade de maneira direta", afirmou o engenheiro.

Nas audiências serão detalhados, entre outras questões, os aspectos do impacto ambiental da obra com previsão de ser iniciada ainda este ano. O custo total do BRT Calhau-Cohab é de R$ 480 milhões. A equação financeira foi dividida da seguinte forma: metade dos recursos estão garantidos no Orçamento Geral da União, OGU. A outra metade seria oriunda de financiamento.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), Cursino Moreira, o objetivo de as primeiras reuniões de apresentação do projeto terem sido realizadas nos Conselhos citados é devido à pluralidade representativa desses órgãos. Ele informa que o Conselho Municipal da Cidade congrega representantes desde classes empresarias e do poder público até integrantes de movimentos sociais, como os de pró-moradia, por exemplo. Já a apresentação do projeto no Conselho do Meio Ambiente, além dos aspectos técnicos, teve uma abordagem mais voltada ao viés ambientalista, questão crucial para a viabilização do projeto.

"O nosso objetivo é dar o máximo de transparência a todos os processos e procedimentos pelos quais deverá passar o projeto, dando ciência do feito tanto às instituições constituídas quanto à sociedade de modo geral", frisou Cursino Moreira.

A confirmação dos recursos foi publicada em portaria do Ministério das Cidades em 8 de setembro do ano passado. O novo projeto foi elaboradora pela MC Engenharia, empresa contratada pela Prefeitura de São Luís por meio de processo licitatório. A prefeitura está finalizando os termos do contrato com a Caixa para financiamento da outra metade dos recursos.

Deputado Hidalgo Rocha mostra a importância da construção da refinaria Premium no Maranhão

 
O Maranhão não pode e nem deve arcar com os prejuízos causados pela corrupção na Petrobras


Dez argumentos em favor da Refinaria…

O deputado federal Hildo Rocha (PMDB-MA) usou a tribuna da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira, 12, para defender a retomada das obras de construção da Refinaria Premium I no Estado do Maranhão.
Munido de informações consistentes e dados técnicos precisos, o parlamentar fez um contundente pronunciamento no qual apresentou os principais argumentos que, segundo o parlamentar, justificam a retomada das obras.
Os argumentos essenciais apresentados no longo pronunciamento estão compilados nos dez tópicos abaixo enumerados.
01. O Maranhão possui infraestrutura adequada para receber o empreendimento. O Maranhão é o único Estado do Nordeste que possui três ferrovias – Transnordestina, Carajás e Norte-Sul. Mais de 90% dos municípios maranhenses estão interligados por estradas asfaltadas de boa qualidade, o porto do Itaqui e temos um dos melhores do mundo.
02. A construção das refinarias é uma necessidade inadiável. A capacidade de produção do parque de refino instalada é insuficiente para atender a crescente demanda. De 2000 a 2005 o Brasil aumentou em 43% a importação de combustíveis, fato que confirma a necessidade de instalação de novas unidades produtoras.
03. Impactos na balança comercial. A construção das quatro refinarias tornará o Brasil autossuficiente no refino de petróleo. O adiamento ou cancelamento das obras continuará provocando impactos negativos na balança comercial.
04. Localização Geográfica adequada. O parque de refino está concentrado no Sul e Sudeste que abriga 82% da capacidade produtiva instalada, mas os estados do Norte, Centro Oeste e Nordeste consomem 40% do todo diesel vendido no Brasil. Portanto, o Maranhão possui localização estratégica.
05. O Maranhão honrou os compromissos assumidos com a Petrobras. O Estado investiu 26 milhões de reis provenientes de recursos do Tesouro estadual; fez a doação de uma área 20 km2; construiu duas vilas residenciais, para abrigar as famílias que moravam no local destinado à obra; construiu uma escola regime de integral de funcionamento, para atender às crianças que residem no local; posto de saúde; estrada de acesso; realizou todos os procedimentos indispensáveis para a obtenção do licenciamento ambiental e até hoje, paga salários para lavradores que moravam na área impactada.
06. Geração de empregos. Entre os benefícios decorrentes da implantação da Refinaria Premium I está a criação de até 25 mil empregos durante o pico da obra e 1,5 mil empregos para a operação da unidade.
 07. A causa das refinarias é do povo brasileiro. Essa luta é de todos os brasileiros, estamos diante de uma questão que afeta o Maranhão e o Brasil. As refinarias precisam ser instaladas para que possamos conter o aumento da inflação que está chegando. Portanto, não é algo pensado com o intuito de agradar políticos do Maranhão, do Ceará, do Rio de Janeiro e de Pernambuco. A instalação das refinarias é uma causa do povo brasileiro.
08. Luta apartidária. O empreendimento, desde a sua origem, contou com o apoio e o empenho de diversas lideranças politicas do nosso Estado. Não fosse pela importância social jamais uniria em torno de si políticos de todas as correntes ideológicas e partidárias.
 09. País não pode ser punido por causa dos percalços gerenciais da Petrobras. O dinheiro roubado da Petrobras tem que ser devolvido e aplicado na construção das refinarias.
10. O apelo final. “Conclamo os pares desta Casa a se empenharem junto à sociedade brasileira e ao governo, no sentido de fazer com que a Petrobras continue sendo uma empresa comprometida não com o mercado, mas com o bem-estar de todos, principalmente das regiões menos desenvolvidas do Brasil, de forma a promover maior integração nacional”, ressaltou Hildo Rocha.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Fã de "Game of Thrones"? Veja como são criados os dragões do seriado


      


De todos os astros da série Game of Thrones, há três deles muito queridos, apesar de não existirem em carne e osso. São Rhaegal, Drogon e Viserion, os três dragões da personagem Daenerys Targaryen, interpretada pela atriz Emilia Clarke. As criaturas impressionam pelo visual desde que apareceram pela primeira vez. E quem quiser entender melhor como essas bestas são criadas para o programa de televisão, o estúdio Pixomondo elaborou um vídeo para revelar um pouco dos bastidores por trás desses dragões.

Nele, é possível ver que, às vezes, Emilia Clarke precisa interagir com bonecos verdes que imitam as cabeças das criaturas. Além disso, é mostrada a evolução das diversas camadas de computação gráfica ao longo de uma mesma tomada.

O processo inteiro impressiona não apenas pelo design dos dragões, que inclui a elaboração de esqueletos e músculos para que os movimentos estejam minimamente realistas, mas também pela preocupação de criar sombras e trabalho de iluminação consistentes com os diversos ambientes. Isso pode ser visto, por exemplo, na cena em que Daenerys aprisiona os dragões em um calabouço.

A quinta temporada de Game of Thrones estreia em 12 de abril no Brasil pela HBO.
 
 

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Ator maranhense é indicado a prêmio nos Estados Unidos

Alberto Danúzio foi indicado à categoria de 'Melhor Ator' no Brazilian International Press Awards 2015
O maranhense Alberto Danúzio foi indicado à categoria de 'Melhor Ator' no Brazilian International Press Awards 2015, que é um prêmio destinado à artistas brasileiros que moram no exterior. É a segunda vez que o ator Al Danuzio, como é conhecido, está concorrendo ao prêmio. Desta vez, ele disputa com outros 25 finalistas na categoria da premiação que acontece entre os dias 7 e 9 de maio, nos Estados Unidos. A escolha do vencedor é feita por voto popular até dia 15 de fevereiro.
 
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook
 
Com 24 anos de idade e 16 de carreira, o ator ludovicense já atuou nos palcos da capital durante nove anos antes de mudar para Mami, em 2008, onde participou de novelas, peças de teatro e os primeiros curta-metragens da carreira. "Fui para Nova York para estudar inglês e comecei a trabalhar, também, com produção. Já me sentindo mais seguro com o inglês, decidi mudar para Nova Iorque para começar minha universidade de atuação na 'New York FIlm Academy', onde continuo estudando", conta o ator.

Além de novelas mexicanas, Al Danuzio já atuou no curta americano "A Conversation with Him" e dirigiu a versão americana da peça "Dois Perdidos Numa Noite Suja", de Plínio Marcos, conhecida em inglês como "Two Lost in a Dirty Night". No Brasil, ele conta que já fez tantos trabalhos que já até perdeu a conta. "Filmes independentes já perdi a conta de quantos faz há muito tempo. Parei de contar pelos quarenta. Hoje em dia não é tão difícil fazer um filme, é difícil fazer 'o' filme", explica.

Segundo o ator, sua indicação é fruto da trajetória artistica no exterior representando o Brasil e que aparecer na lista de indicação é emocionante. "Me alegrou ver que a gente é lembrado pelo que faz pelo Brasil ou mesmo fora dele. É muito lindo ver que tantos nomes carregam essa bandeira e ajudam a construir um país melhor mesmo estando fora", diz.

Mesmo fazendo sucesso na carreira de ator, o maranhense conta que a vida de ator não é fácil e que, no tempo livre, trabalha como caixa para complementar a renda. "Vida de universitário não é fácil em lugar nenhum. Imagina a de um ator universitário? Aqui nos Estados Unidos já trabalhei desde mecânico de barco até mímico.  Por muitos anos fui manobrista e hoje trabalho de caixa em um estacionamento na famosa Sunset Boulevard, entre o tempo livre dos projetos para completar a minha renda mensal. Não jogo flores e escondo os espinhos não", revela.

Ator, produtor e diretor

Desde muito cedo, Alberto "rabisca" e dirige roteiros. Começou escrevendo poesias ainda bem novo, na adolescência escreveu peças de teatro e, com o tempo, começou a passar para o papel algumas ideias de curtas, que deram origem, já em Miami, aos filmes "Sob um novo Olhar", "Conecta-me" e "Broders", que ele considera o primeiro trabalho no cinema e que no Festival Brasileiro de Cinema de Los Angeles e Festival Guarnicê de Cinema, no Maranhão. "Broders" foi exibido este ano, no sexto dia da 7ª edição do festival de cinema maranhense, "Maranhão na Tela".

Na escola, começou a dirigir peças de teatro, mas aos 18 anos foi contratado profissionalmente. "Como diretor mesmo foi quando me contrataram para dirigir 'Os Saltimbancos' e 'A Dama e o Vagabundo'. Eu era um moleque dirigindo atores de muito mais experiência. Em Miami, me auto dirigi em uma performance ganhadora do reality show 'Talento Brazil'", conta Alberto, que tempos depois também trabalhou na produção de programas de TV como das superproduções "The Voice" e "X Factor".

O prêmio "Brazilian International Press Awards" está em sua 17ª edição e conta com 26 categorias como Artes Visuais, Fotografia, Dança e Folclore, Teatro, Cinema e Vídeo, Esportes, Cantor, entre outros.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Fernando de Noronha Vs. Lençóis Maranhenses

LENÇÓIS MARANHENSES E FERNANDO DE NORONHA: OS DOIS DESTINOS MAIS BELOS DO BRASIL, DE ACORDO COM A REVISTA INTERNACIONAL "PASTE MAGAZINE" !!!!

The Battle of Brazil's Most Beautiful Destinations

Fernando de Noronha Vs. Lençóis Maranhenses

January 27, 2015  |  9:00am

The Battle of Brazil's Most Beautiful Destinations
Brazil is a nation with an embarrassment of beautiful riches, but the title for most stunning place can be narrowed down to either Fernando de Noronha (pictured above) or Lençóis Maranhenses.
More than 200 miles from the mainland, Fernando de Noronha is a 21-island archipelago formed by the peaks of the Southern Atlantic ridge rising 12,000 feet from the ocean floor. Visitors stay on the 10-square-mile main island, with planes arriving from Natal and Recife on the mainland.
If Fernando de Noronha is like visiting a storybook paradise, Lençóis Maranhenses is like visiting another planet. Shifting white sand dunes fill the 600-square-mile national park, and the rainy season leaves behind countless freshwater lagoons. The term Lençóis means “linen,” which aptly characterizes the park’s look of ruffled white bed sheets. Most people stay in Barreirinhas, a small town outside the park, and arrive via São Luis, a colonial city founded by the French. Located in northeast Brazil, both Fernando de Noronha and Lençóis Maranhenses are UNESCO World Heritage Sites.
What Makes Them Special
Fernando de Noronha
For centuries, Fernando de Noronha was an island where people sought escape, but not in the sense one might expect. Brazil’s first national marine park was formerly a political prison. Changes opened the tourism door several decades ago, though restrictions keep the masses at bay. Only people born on the island can live there, and tourists—limited to several 100 at any one time—must pay a daily environmental tax. The island also forbids new construction on its beaches, business chains and Jayoncé-type vacation palaces. In other words, Noronha is paradise found with wide sandy beaches that never met a condominium. While Charles Darwin visited in 1832, Amerigo Vespucci set foot on Noronha three centuries earlier, and his dramatic account of the island possibly inspired the setting for Thomas More’s novel Utopia.
Lençóis Maranhenses
Though it evokes images of a desert mirage with a 1,000 oases, Lençóis Maranhenses’ ecological dreamland is technically not a desert. By definition, a desert should average less than 10 inches of rainfall per year, and Lençóis receives about 50 inches thanks to the neighboring Amazon Basin. As to the magical look, the Parnaíba and Preguiças rivers carry sand from the interior to the Atlantic, and ocean currents and powerful northeasterly winds push the sand back inland up to 30 miles. The result is a series of dunes that can reach more than 100 feet in height. Meanwhile, the rainy season (December to April) produces crescent-shaped freshwater lagoons, and an underlying layer of rock keeps the water largely intact through the fall months. At full size, the bodies of water can be hundreds of feet long and 10-feet deep. The 2005 Brazilian film The House of Sand, winner of a Sundance Film Festival award, was filmed in Lençóis.
Lencois_article.jpg
Lençóis Maranhenses Photo by Ricardo Rollo
What to See
Fernando de Noronha
Wake up early and claim your spot on the cliffs above Baía dos Golfinhos to see as many as 1,000 spinner dolphins playing in the water, or if the turtle nests are set to hatch, watch hundreds of newborn turtles scramble into the gentle surf of Praia do Leão. The Atlantic-facing coastline is rugged and rocky, but the beaches facing the mainland enjoy lush sandy expanses perfect for swimming and sunbathing. Baía do Sancho rewards brave souls like former guest Jacques Cousteau, who descended the 200-foot iron ladder through a cleft in the rock face to enjoy a tropical beach free from deck chairs and margarita mixers. On the land, Forte dos Remédios is an impressive yet crumbling 18th-century fort replete with antique canons, and hit the clifftop perches to view the island’s famous sunset with the small twin mountains (Mirante Dois Irmãos) in the foreground.
Lençóis Maranhenses
With almost no vegetation in the park, the sand dunes in Lençóis could almost pass for snow-covered bunny slopes, and the intense white brings out the vivid blue, green and turquoise colors in the water. The Azul and Bonita Lakes are large bodies of water that most tour operators visit, but many more dunes and lagoons like Gaivota Lake are accessible on alternative 4×4 outings. When the water levels reach their peak in the summer, the lagoons and rivers often connect, and silver-colored fish make their way into the lagoons. Visitors might even see shepherds leading their goats over the dunes.
What to Do
Fernando de Noronha
For an island with so many restrictions, Fernando de Noronha has an exaggerated number of things to do. The archipelago is a world-class dive spot with volcanic rock formations and abundant sea life that make up for its less impressive coral. For non-divers, the island-born Plana Sub (also called Aquasub and Aquanaut) uses motorboats to tow snorkelers holding plastic boards that, when tilted, allow rapid ascents and descents in the water. A snorkel and mask are also required to explore two of the island’s most unique experiences. First, a limited number of people each day can explore Praia do Atalaia’s shallow volcanic tidal pools whose nursery-like waters often house baby sharks, octopus, lobster and various tropical fish. Second, snorkelers (often in life jackets to protect the turtle eggs) can enjoy swimming with turtles and sharks in Baía do Sueste. From December to March, the island also claims excellent surf spots at beaches like Cacimba do Padre, Praia do Bode and Praia do Boldró. The island also offers hiking, fishing, horseback riding and sea kayaking.
FDN (6)-crop.jpg
Fernando de Noronha Photo by David Jenison
Lençóis Maranhenses
Seeing the watery dune field is the main activity in Lençóis Maranhenses, and many tour operators bring sandboards that people ride down the dunes directly into the water. Still, after a day or two exploring the dunes, travelers often take a boat tour to Mandacaru and Caburé, tiny villages nestled between the dunes where the Preguiças River meets the Atlantic Ocean. After a possible stop at the smaller Pequenos Lençóis, the boat takes passengers to the coast where they enjoy the waves, eat lunch and watch the dunes and ocean meet from atop a 150-foot lighthouse. For an even more elevated view, panoramic plane tours give passengers the chance to view the whole of the park from the sky. Travelers can also enjoy a leisurely float down the Cardosa River in an inner tube, while the park’s Atlantic coast offers surfing, kiteboarding and wind surfing. Some people even kiteboard in the larger lagoons like Gaivota.
Where to Go
Though both Fernando de Noronha and Lençóis Maranhensesare are undeniably iconic, they are also wildly different. Noronha has more activities that often involve unique interactions with nature and marine life, yet it is also the perfect island for people who simply want to relax on unspoiled beaches. Lençóis, on the other hand, has a narrower range of activities, but few experiences can match walking over the sand dunes and feeding the eyes such unimaginable sights. Even the best Lençóis photos fail to create the emotional impact of first seeing the otherworldly landscape. Ultimately, people will have different opinions as to which is the most beautiful place in Brazil, and the paradox is that both sides would be correct.
David Jenison is a Los Angeles native. He has covered entertainment, restaurants and travel for more than 20 years as a writer and editor.

Infraero abrirá licitação para implantação de hotel no Aeroporto de São Luís

30/1 - Edital para implantação de hotel no Aeroporto de São Luís
 está disponível
  
Sexta-Feira 30 de Janeiro de 2015 às 10:22
 
      A Infraero abrirá em 27/2 a licitação para concessão de áreas destinadas à implantação de hotel no Aeroporto Internacional de São Luís/Marechal Cunha Machado (MA). O edital para a disputa, que será na modalidade concorrência, já está disponível para consulta neste link.
      Duas áreas totalizando 7.543 m² serão concedidas para a implantação e exploração comercial do empreendimento. A área para a construção do hotel é de 7.528 m², localizada no entorno do aeroporto. A previsão é que o hotel tenha três pavimentos e 140 unidades habitacionais, com categoria mínima de três estrelas.
      A área restante, de 15 m², será destinada para a implantação de sala de atendimento e recepção para o hotel, ficando localizada na praça frontal entre o terminal de passageiros e o estacionamento de veículos do aeroporto.
Sao-Luis-Fachada
      Além da oferta de serviços de hospedagem, que poderão ser oferecidas também nas modalidades day use e fast sleep, o empreendimento poderá oferecer ainda facilidades como auditório, joalheria, salão de beleza, serviços  de baby-sitting, agência de câmbio, loja de conveniências e/ou souvenires, banca de jornais e revistas e papelaria e reservas para espetáculos.
      O prazo de vigência estabelecido será de 300 meses, contados a partir do início da validade do contrato, sendo que a empresa vencedora terá um prazo de 18 meses para a construção do hotel a partir da assinatura. O preço mínimo mensal para a concessão é de R$ 39,5 mil, com variável adicional de 7% do faturamento bruto mensal do hotel. O valor global previsto da concessão, por sua vez, é de R$ 11,43 milhões. O valor de investimentos estimado para o empreendimento é de R$ 17,79 milhões.
      Com a implantação do empreendimento, a Infraero tem como objetivo aprimorar a recepção aos passageiros que chegam ao Aeroporto de São Luís, oferecendo mais uma alternativa de hospedagem para os visitantes da capital maranhense.

   Assessoria de Imprensa - Infraero
   imprensa@infraero.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
   www.twitter.com/InfraeroBrasil